Luciaadverse's Blog

agosto 7, 2010

Sugestões de Livros

Olá pessoal!

Estive ausente do blog por uns dias… Tenho um filho que está fazendo intercâmbio no Canadá e reservei alguns dias para visitá-lo. Sempre quando viajo reservo um tempinho para visitar as principais livrarias. Sou uma consumista confessa por livros. É uma das minhas grandes paixões. Desembarquei há dois dias no Brasil e hoje venho aqui no meu blog dar algumas sugestões para os meus leitores que gostam de livros de fotografia. Na cidade de Vancouver, conheci a Chapters, grande livraria, com boa estrutura, mas não vi grandes novidades na sessão de fotografia em comparação nossas grandes livrarias. Em Calgary, entrei numa livraria da qual não me lembro o nome e infelizmente para minha surpresa não havia sessão específica de livros de fotografia. Quem acompanha meu trabalho, sabe que gosto muito de fotografar gastronomia e a minha referência sempre foi livros importados de grandes chefs, tenho vários na minha biblioteca pessoal. Pois, nesssa livraria em Calgary, encontrei uma coleção maravilhosa da Carla Bardi. A coleção é formada por três livros de receitas com cerca de 500 páginas cada e folhas com acabamento externo em dourado, esses são os títulos: The Golden Book of Chocolate, The Golden Book of Cookies e The Golden Book of Baking. Um capricho!

Abaixo imagens que retirei do site da Amazon:

No final da viagem dei uma rápida passada em Nova York. Foi a primeira vez dos meus filhos na capital americana e os três dias passaram muito rápido, mas deu tempo de irmos à uma livraria. Minha amiga Ester, recentemente em um relatório de viagem no site da Fototech, recomendou a Strandbooks e fiquei curiosíssima para conhecer, mas infelizmente durante nossa ida à Broadway não deu tempo. No último dia fomos na Barnes e pesquisando as sessões de artes e fotografia encontrei muita coisa interessante. Deixarei como sugestão aqui alguns títulos que ainda me lembro:

50 Photographers You Should Know

Author: Peter Stepan

Comentário: Um livro bem interessante com fotos e texto sobre 50 fotografias de grande importância para a história da fotografia.

Berenice Abbott

Autor: Hank O’Neal

Comentário: Uma edição de 2008 com dois livros ilustrados com imagens dessa grande fotógrafa que foi Berenice Abbot. A capa aparentemente parece ser de linho e a qualidade do papel é artística. Além de portraits, cenas cotidianas americanas e fotos de placas, o livro apresenta 149 fotos do trabalho documental que Berenice Abbot fez da cidade de Nova York entre 1930 e 1956, com o objetivo de registrar a mudança dos edifícios da grande metrópole. Permito-me dizer que considero uma edição de colecionador. Magnífico!

Ansel Adams in Color

Comentário: Para ser bem sincera, ainda não conhecia esse livro do Ansel Adams. Tenho o “Ansel Adams: 400 Photographs” e essa edição que conheci na Barnes&Noble e mostro para vocês parece uma versão colorida dele.

Vanity Fair: The Portraits: A Century of Iconic Images

Comentário: Esse livro eu já conhecia, o fotógrafo mineiro David Aguilar, um profissional que respeito muito pelo seu grande conhecimento em fotografia e arte, havia me mostrado certa vez em seu estúdio. Também estava na sessão de fotografia da Barnes&Noble e como é um livro bem interessante achei importante citá-lo aqui. Ilustrado com 300 fotografias de grandes fotógrafos que apareceram nas páginas da Vanity Fair durante todo o século 20.

Hotel Lachapelle

David LaChapelle

Comentário: É uma coletânea dos trabalhos mais conhecidos do fotógrafo David LaChapelle. Ele ficou famoso por transformar suas intervenções digitais em arte. O livro tem uma qualidade de impressão muito boa e vem dentro de uma caixa.

Na sessão de arte, também havia uma seleção fantástica de livros, pena que o tempo foi curto e não deu para explorá-la. Queria deixar como sugestão aqui, um livro que já vi na livraria Mineiriana em Belo Horizonte e que também estava lá na estante da Barnes&Noble.

Gustave Courbet

Comentário: Este livro é um estudo envolvendo biografia, crítica, história da arte e um catálogo de obras construído sobre a exposição do pintor Gustave Courbet (1819-1877) em Nova York no Metropolitan Museum of Art.

O lado ruim dessa história é que dá vontade de comprar todos!

dezembro 15, 2009

Livraria Mineiriana

Sexta-feira passada, dia 11 de dezembro, foi aberta a maior livraria de rua de Belo Horizonte, a Livraria Mineiriana. Amanhã, quarta-feira, dia 16 de dezembro às 19h, acontece a inauguração oficial com o lançamento do livro “A vida e o veneno” de Wilson Simonal e todos estão convidados.

Por que Mineiriana? Apesar de ser uma livraria ampla e aberta a todos os gêneros literários brasileiros e estrangeiros, ter esse nome de batismo revela não só a profunda ligação que a casa tem e pretende continuar tendo com Minas Gerais como também reverencia esta terra mãe de grandes escritores nacionais. Mineiriana para homenagear gênios como Guimarães Rosa, Carlos Drummond de Andrade, Pedro Nava, Fernando Sabino, Paulo Mendes Campos, Hélio Pelegrino, Otto Lara Resende, Roberto Drumond, Emílio Moura, Oswaldo França Júnior, Murilo Rubião, Cyro dos Anjos, Henriqueta Lisboa, Abgar Renault, Wander Piroli, Darcy Ribeiro, Silviano Santiago, Affonso Romano de Sant’Anna e tantos outros filhos destas Minas Gerais que brilham na história da literatura brasileira.

Assim é a mais nova livraria de Belo Horizonte – a maior loja de rua do gênero da cidade – encravada no coração da Savassi. O novo espaço nasce de uma forte tradição na área cultural, a Livraria e Café da Travessa, que no novo endereço agora passa a se chamar Mineiriana; e que traz consigo toda inovação, experiências, agitos e movimentos culturais praticados pela livraria-mãe ao longo dos últimos 15 anos, como o Café Philô, o Cine Café, o Mezanino da Travessa e tantos bons e inesquecíveis momentos literários.

Mas não é só isso. Na Mineiriana, além de livros nacionais e importados, do espaço infantil e do mini auditório, é possível ver o dia passar curtindo confortavelmente um café e uma boa conversa no Café da Travessa, um mini bistrô que une a loja ao movimento da rua. Ou ainda aproveitando um preguiçoso sábado para ler jornais, revistas e livros, tomar um café ou espumante, fazer um brunch e encontrar grandes amigos para saboroso bate papo. E ao final de uma agradável empreitada cultural, é possível levar para casa “aquele” CD que não se encontra em qualquer loja. Na Mineiriana há um espaço específico para a venda de CD’s da Acústica – aquela loja que tem tudo de bom. Enfim, um point cultural de Belo Horizonte que já nasce com tradição e cheio de histórias.

Na sexta-feira, adquiri o maravilhoso livro “Retratos da Bahia” do fotógrafo Pierre Verger. E como já era de imaginar, na sessão fotografia, namorei tantos outros livros. Muita coisa boa por lá como, Richard Avedon, Cartier Bresson,Sebastião Salgado, Valdir Cruz, Walter Firmo e muitos outros… Estava fazendo falta em Belo Horizonte uma livraria que tivesse tanta diversidade em livros de “Artes”.

Veja mais sobre a livraria nessa matéria do blog UAI

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.