Luciaadverse's Blog

agosto 26, 2012

TOUCHER POUR VOIR?

No dia 5 de setembro, inaugura na Cloître des Billettes, (Paris –  França), a emocionante exposição do artista Adelio Sarro direcionada aos deficientes visuais.

Considerada a primeira exposição de arte contemporânea acessível a deficientes visuais, nasceu do desejo do artista brasileiro Adélio Sarro, permitir que pessoas com  esse tipo de deficiência tenham a oportunidade de compreender e acessarem o seu trabalho.
Adélio Sarro desenvolveu o seu próprio método para tornar sua arte acessível através da percepção tátil. O contorno das suas pinturas são em relevo, assim como o alfabeto Braille e auxiliam na compreensão dos visitantes. Além das figuras, o expectador também pode tocar e sentir  as cores representadas pelas diferentes texturas e relevos que compõem as obras.

 

O artista:

Nascido em 1950, Andradina, SP,  é filho de agricultores de origem italiana e portuguesa. Desde tenra idade demonstrou inclinação e gosto para o desenho.

No início da carreira deslumbrou-se com a obra de Cândido Portinari e inspirou-se nesse artista. No começo teve grande dificuldade, fazia, refazia, destruia o próprio trabalho em busca de chegar a um nível satisfatório para si mesmo. Na década de 70,  o artista começou a expor seus trabalhos nas feiras de domingo realizadas na Praça da República no centro de São Paulo. Não era o local mais ambicionado pelos pintores, mas lá ganhavam visibilidade, clientes – inclusive turistas estrangeiros, faziam amizade e trocavam experiências com outros artistas. Também ali surgiam oportunidades de novas exposições que o artista soube aproveitar. Assim aconteceram, a partir de 1973, participações em mostras coletivas e individuais em São Paulo, Limeira, Piracicaba, Santos e mais outras dez cidades brasileiras.

Tornando-se cada vez mais conhecido em 1981, Adélio Sarro foi convidado para organizar seis diferentes mostras no Japão, era seu batismo como pintor internacional. Dois anos depois foi para a Itália e, nos anos seguintes, o Japão novamente, Uruguai, Argentina, França, Estados Unidos, Portugal, Nicarágua, Suíça, Alemanha, Bélgica, Noruega, Cingapura e Austrália.

Ganhando notoriedade como artista, Adélio Sarro foi desenvolvendo técnicas novas, atendendo encomendas de instituições públicas e privadas. A primeira instituição que lhe encomendou um trabalho de grande formato foi a Federação da Agricultura do Estado de Goiás para a qual, em 1984, Sarro pintou um painel de dois metros e meio por seis.

A exposição acontece na Cloître des Billettes, em um magnífico mosteiro em Paris, com curadoria de Thierry Renaudin. A organização da amostra é do seu marchand Ricardo Fernandes, proprietário da Galerie Ricardo Fernandes.

Localização: 24 rue des Archives

Metrô: Hotel de Ville

Paris, França

Data: De 3 de setembro a 3 de outubro de 2012.

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: