Luciaadverse's Blog

setembro 27, 2011

Como apagar ou baixar as fotos do iPhone usando o Preview

Cada vez está mais comum as pessoas fotografarem com o celular, pois ele sempre está a mão quando necessitamos. No meu caso, quando isso acontece, fotografo com o iPhone e nem sempre quero importar as fotos dele pelo o iPhoto.

Estava procurando uma maneira mais prática de gerenciar as fotos do meu iPhone. Quando o conecto no Mac e importo algumas fotos, o iPhoto sempre me pergunta se quero apagar após sincronismo. Perdeu essa chance? Se conectou o seu telefone ao Mac e recusou o sincronismo, dificilmente conseguirá descarregar novamente essas mesmas fotos através do iPhoto. Eu já apaguei muitas, uma a uma, no iPhone até descobrir algo muito simples, como quase tudo no universo Apple, apenas utilizar o Preview, ou Pré-Visualização se o seu Mac OS está em português.

Conecte seu iPhone e abra o Preview, aí vá em File (Arquivo)->Importar de [Nome do seu iPhone].

Então será aberta uma tela onde é possível escolher as imagens que deseja importar, ou apagar do iPhone.

Selecione o local para onde você deseja importar suas fotos na aba acima. Detalhe abaixo:

No meu caso, selecionei um HD externo.

Você pode importar todas as imagens do seu iPhone ou apenas selecionar as desejadas segurando a tecla command do seu teclado. Nesse caso clique em importar.

Se o seu desejo é deletar as fotos do seu iPhone,  selecione e clique no ícone para deletar o que você escolheu (como na figura ao lado). 

Fácil, não?

Esta dica vale também para o iPad, caso conecte os dois aparelhos ao mesmo tempo em seu Mac, vá em Arquivo->Importar de Câmera que os dois dispositivos estarão lá.

Boa sorte!

Anúncios

setembro 26, 2011

Nova exposição

Filed under: Exposições, Meus trabalhos — Lucia Adverse @ 11:30 am

setembro 15, 2011

Quando o Mac não reconhece seu HD externo

Nessa semana, aconteceu algo inédito comigo: pluguei um novo HD (Hard Drive) externo na minha máquina e o iMac não reconheceu. Achei aquilo muito estranho… Há 14 anos trabalho exclusivamente com Mac, (pasmem, nunca tive um PC na vida!) e isso “nunca” havia ocorrido.  A primeira coisa que fiz foi verificar na embalagem do fabricante a compatibilidade e lá estava escrito: PC/Mac. Fiz uma pesquisa no Google para ver se descobria o meu recente problema. Vi que alguns HDs precisam ser reformatados para serem reconhecidos pelo sistema. Imaginei que outras pessoas poderiam nesse momento está tendo a mesma dificuldade do que eu, então colocarei aqui hoje como consegui resolver o problema.

1- Plugue seu HD externo na máquina.

2- Em “applicattions”, abra o Disk Utility (ou aplicativo Utilitário de Disco)

3- Em seguida abrirá a janela abaixo, o aplicativo identificará todos os dispositivos que estão montados ao seu Mac , incluindo o HD Externo.

4- No meu caso, selecionei esse novo HD Externo como meu Time Machine. No Mac, o Time Machine funciona como um backup para todo o sitema.

5- Selecione o novo HD escolhido por você na lista de dispositivos. Em seguida, clique na aba apagar. Então aparecerá uma janela, clique em  apagar e formatar.

Pronto!

Solucionado o seu problema de incompatibilidade.

Simples, não?

setembro 10, 2011

Click Now! – Vernissage

A pedido de alguns amigos que não puderam comparecer a vernissage da minha mais recente exposição, disponho aqui algumas fotos do dia da inauguração.

Click Now! Foi o título da amostra que reuniu os trabalhos de 3 fotógrafos: Anca Gravris, Felipe Fontoura e Lucia Adverse.

Nessa amostra estou tendo a oportunidade de mostrar 15 obras da minha série: Universo Curvo.

A galeria é ampla, belíssima e tudo foi impecavelmente organizado pelo marchand Ricardo Fernandes que também foi o curador e cenógrafo da exposição. Durante a vernissage, além dos registros que fiz, também contei com o auxílio de Claudia Romero, Flavio Adverse e Sami Korhonen.

A exposição fica até o dia 18 de setembro, no Espace Beaurepaire, em Paris, França.

Endereço: 28, rue Beaurepaire

75010 Paris

Parking Vinci Park Service (50, rue Malte)

Metro République

Mapa: clique aqui

Nessa foto com meu marido e meus 3 lindos filhos.

Abaixo com o marchand Ricardo Fernandes, entre as obras “Interseção e Companheira.

Música popular brasileira com DJ ao vivo, máximo não? Pena que não fotografaram o bar, onde uma bela e charmosa “barwoman” preparava os coquetéis.

Devido a sensualidade presente nas formas curvas das sombras, decidi que todas as 20 imagens da série (15 expostas na galeria) teriam nomes femininos. Alguns remetem a natureza, ao universo, pensamentos e “Estado de Espírito”.  Somente uma obra é relacionada ao nome de pessoa. Pela forma estilizada de um “M”, com a figura abaixo fiz uma homenagem a minha filha Mariana que aparece ao lado da obra que lembra a letra do seu nome.

Dessa vez tive o privilégio e a felicidade de conseguir levar a abertura da exposição meus filhos, minha mãe e os pais do meu marido, companheiro constante em todos os momentos importantes da minha vida.

Quem sabe numa próxima oportunidade consigo reunir meus irmãos, sobrinhos, minha linda norinha Juliele e meus amigos que tanto torcem por mim.

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.