Luciaadverse's Blog

dezembro 30, 2009

Por uma vida menos ordinária…

Filed under: Poesias-Pensamentos-Frases-Reflexões — Lucia Adverse @ 6:26 pm

Perdão pela falta de jeito. Mas, às vezes, perco o jeito com as coisas. O mundo me parece vazio e eu, decididamente, não gosto de vazios. O tempo nos atropela, a vida nos leva sem cerimônia, o trabalho nos cansa e a gente se pergunta, sem questionar: “Por quê?” E a resposta não chega. O motoboy não chega. O amor da sua vida não chega. A gente não se basta. A felicidade não bate à porta, não existe delivery para a sorte. E passamos a vida tentando, querendo, sonhando, esperando, num gerúndio sem fim, sem charme e sem nenhuma certeza no final. Ah, para tudo! Se é pra viver, vamos viver direito. Com conteúdo. Com sorriso na boca. E com mais paz no coração. Não lhe parece fácil? É, tenho que admitir: não é. Mudar é difícil, o “novo” sempre provoca um certo desassossego no peito. Mais vale se acomodar com o morno a tentar ser (e fazer) muito mais por você? Escolha feita, vamos lá. Chegou a hora de agir. Troque o verbo, mude a frase, inverta a culpa. O sujeito da oração é você. A história é sua, mãos à obra! Melhore aquele capítulo, jogue fora o que não cabe mais, embole a tristeza, o medo, aceite seus erros, reescreva-se. Republique-se. Reinvente-se. E transforme-se na melhor edição feita de você.

COM QUE LETRA EU VOU?

SE NÃO DEU CERTO

APAGUE E RECOMECE

ESQUEÇA O QUE FICOU

ESQUEÇA A CULPA

A FALTA DE PLANO

FERNANDA MELLO

Texto retirado da revista Rio Sport, edição de dezembro de 2009.

Anúncios

dezembro 24, 2009

Feliz Natal!

Filed under: Meus trabalhos — Tags: — Lucia Adverse @ 11:07 am

dezembro 17, 2009

The River Café

Filed under: Gastronomia, Meus trabalhos, VIAGENS — Tags:, , , , , — Lucia Adverse @ 1:58 pm

Há pouco tempo fiz uma viagem para Nova York e conheci o restaurante The River Café. Foi uma noite inesquecível! Inaugurado por Michael O’Keeffe em 1977, o charmoso restaurante funciona no cais do Brooklyn, localizado sob a famosa ponte com o mesmo nome. A Ponte do Brooklyn com uma extensão de 1.834 metros, liga os distritos de Manhattan e Brooklyn. Foi a primeira ponte de aço suspensa do mundo e suas imensas torres de suporte já foram as estruturas mais altas de toda a cidade de Nova York.

Localizado em frente a vista de Nova York mais fotografada do mundo, conta com um com um serviço profissional diferenciado, pratos com os melhores ingredientes e com uma apresentação maravilhosa. Não resisti e acabei fazendo algumas fotos de entradas e sobremesa. Como estava sem meu tripé, ajustei a sensibilidade ISO da minha camêra digital para 6400 e abri o diafragma o máximo, ƒ/2.8. Como já sabemos, nas câmeras analógicas, quanto maior a granularidade, maior a sensibilidade da película fotográfica. No sistema digital não é diferente, quanto maior a amplitude do sinal, maior o ruído. Então… é válido dizer que quanto maior o ruído maior a sensibilidade. Nota-se uma certa granulação em todas essas imagens que foi aliviada pelo fato da minha câmera ter um sensor digital mais evoluído, modelos anteriores eram bem mais sofríveis. Também estava sem minha objetiva macro, específica em fotos de gastronomia, então arranjei-me com a objetiva Canon 24-70mm.

Wild Rock Lobster
tender roasted tails with red pepper reduction and celery root purée

Wagyu Steak Tartare
handcut Kobe style beef prepared tableside with quail egg yolk,
Cognac gelée, traditional garnish and toast points

Colorado Rack of Lamb

Os pratos eram tão bonitos que fiquei pensando como seria prazeroso fotografa-los com a luz e técnica ideal. Após o jantar, uma amiga que já conhecia o restaurante, conveceu-me pedir a sobremesa inspirada na ponte do Brooklyn. Fiquei curiosa e pedi. Realmente é surpreendente a apresentação da sobremesa.

Chocolate Marquise Brooklyn Bridge
handmade chocolate with a terrine of toasted hazelnut and Tahitian vanilla ice cream

dezembro 15, 2009

Livraria Mineiriana

Sexta-feira passada, dia 11 de dezembro, foi aberta a maior livraria de rua de Belo Horizonte, a Livraria Mineiriana. Amanhã, quarta-feira, dia 16 de dezembro às 19h, acontece a inauguração oficial com o lançamento do livro “A vida e o veneno” de Wilson Simonal e todos estão convidados.

Por que Mineiriana? Apesar de ser uma livraria ampla e aberta a todos os gêneros literários brasileiros e estrangeiros, ter esse nome de batismo revela não só a profunda ligação que a casa tem e pretende continuar tendo com Minas Gerais como também reverencia esta terra mãe de grandes escritores nacionais. Mineiriana para homenagear gênios como Guimarães Rosa, Carlos Drummond de Andrade, Pedro Nava, Fernando Sabino, Paulo Mendes Campos, Hélio Pelegrino, Otto Lara Resende, Roberto Drumond, Emílio Moura, Oswaldo França Júnior, Murilo Rubião, Cyro dos Anjos, Henriqueta Lisboa, Abgar Renault, Wander Piroli, Darcy Ribeiro, Silviano Santiago, Affonso Romano de Sant’Anna e tantos outros filhos destas Minas Gerais que brilham na história da literatura brasileira.

Assim é a mais nova livraria de Belo Horizonte – a maior loja de rua do gênero da cidade – encravada no coração da Savassi. O novo espaço nasce de uma forte tradição na área cultural, a Livraria e Café da Travessa, que no novo endereço agora passa a se chamar Mineiriana; e que traz consigo toda inovação, experiências, agitos e movimentos culturais praticados pela livraria-mãe ao longo dos últimos 15 anos, como o Café Philô, o Cine Café, o Mezanino da Travessa e tantos bons e inesquecíveis momentos literários.

Mas não é só isso. Na Mineiriana, além de livros nacionais e importados, do espaço infantil e do mini auditório, é possível ver o dia passar curtindo confortavelmente um café e uma boa conversa no Café da Travessa, um mini bistrô que une a loja ao movimento da rua. Ou ainda aproveitando um preguiçoso sábado para ler jornais, revistas e livros, tomar um café ou espumante, fazer um brunch e encontrar grandes amigos para saboroso bate papo. E ao final de uma agradável empreitada cultural, é possível levar para casa “aquele” CD que não se encontra em qualquer loja. Na Mineiriana há um espaço específico para a venda de CD’s da Acústica – aquela loja que tem tudo de bom. Enfim, um point cultural de Belo Horizonte que já nasce com tradição e cheio de histórias.

Na sexta-feira, adquiri o maravilhoso livro “Retratos da Bahia” do fotógrafo Pierre Verger. E como já era de imaginar, na sessão fotografia, namorei tantos outros livros. Muita coisa boa por lá como, Richard Avedon, Cartier Bresson,Sebastião Salgado, Valdir Cruz, Walter Firmo e muitos outros… Estava fazendo falta em Belo Horizonte uma livraria que tivesse tanta diversidade em livros de “Artes”.

Veja mais sobre a livraria nessa matéria do blog UAI

dezembro 12, 2009

Notícias fotográficas

Encerro o sábado postando dois acontecimentos importantes que ocorreram durante essa semana. O primeiro se trata de uma reunião que houve em Brasília na segunda-feira passada, dia 7 de dezembro. O Ministro da Cultura Juca Ferreira recebeu integrantes da Rede de Produtores Culturais da Fotografia Brasileira – RPCFB, para iniciar o diálogo e estabelecer uma pauta de ações necessárias para a formulação de políticas públicas para o fomento da fotografia no Brasil. A RPCFB, criada a partir da consolidação dos festivais de fotografia que se espalham em todas as regiões do país ampliou essa representatividade e hoje abriga todas as iniciativas de caráter cultural que atuam na difusão, geração de conhecimento, ensino e inclusão sócio-cultural no campo da fotografia. Nosso amigo Guto Muniz (diretor regional Fototech-MG) foi representando os associados da Fototech. Na ocasião, foi entregue a Carta de Paraty, que formaliza a criação da RPCFB. Guto retornou da reunião bem entusiasmado e sentiu uma grande receptividade  às propostas da classe de fotógrafos por parte do governo representado pelo Ministro Juca Ferreira.

Veja mais detalhes sobre a reunião e o conteúdo da Carta de Paraty clicando aqui.

Outra GRANDE notícia saiu no blog UAI durante essa semana. Depois de tantos manifestos e abaixo-assinado, o Instituto Moreira Salles de Belo Horizonte reabrirá suas portas.
A Secretaria de Estado de Cultura anunciou na quarta-feira mudanças importantes de gestão. A partir de agora, o Instituto Moreira Salles (IMS) será gerido pela Fundação Clóvis Salgado, a partir de convênio entre as duas instituições, e passa a se chamar Centro de Arte Contemporânea e Fotografia. Mais informações aqui.

dezembro 1, 2009

Foto em Pauta – Roberto Linsker

Filed under: Dicas — Tags:, — Lucia Adverse @ 1:00 pm

Foto em Pauta

Roberto Linsker, 1964, é formado em Geologia pelo IGC-USP, fotógrafo, editor e publisher da Terra Virgem Editora. Criou as séries de livros Brasil Aventura e Cuidados pela Vida e as coleções Tempos do Brasil e Fotógrafos Viajantes. Como publisher, lançou ainda: Amazônia, de Pedro Martinelli; Poder, Glória e Solidão, de Orlando Brito; O Último Grito, de Klaus Mitteldorf; Almaquatica, de Klaus Mitteldorf, Sidney Tenucci e David Carson; Alma Secreta, de Ana Lúcia Mariz; As Últimas Praias, de Ricardo Arnt e João Wainer; Rota Austral, Travessia do Drake, Rota Boreal e Entretrópicos, de Roberto Pandiani, entre outros. Ainda como editor e fotógrafo, publicou em 2006, Mar de Homens e O Mar é uma outra Terra.

Em 2003 ganhou o prêmio “Picture of the Year 2002” entregue pela National Geographic, em Washington. Em junho de 2006, recebeu o 31º Prêmio Abril de Jornalismo na Categoria Cultura, por reportagem publicada em dezembro de 2005.

Tem imagens nos acervos da coleção MASP-PIRELLI e do MAM-SP. É colaborador da revista National Geographic Brasil com seu blog. É um dos artistas da Galeria de Babel.

 

Exposições fotográficas individuais

Agosto-Setembro/2008 – Mar de Homens – Caixa Cultural Salvador, Galeria Mirante;

Junho-Julho/2008 – Mar de Homens – Caixa Cultural Rio de Janeiro, Galeria 1;

Fevereiro-Maio/2008 – Mar de Homens – Museu Oscar Niemeyer – Curitiba;

Janeiro/2008 – Mar de Homens – Caixa Cultural São Paulo, Galeria Paulista;

Novembro-Dezembro/2007 – Mar de Homens – Caixa Cultural Brasília, Galeria Vitrine;

Julho/2006 – Mar de Homens – MIS, Museu da Imagem e do Som – São Paulo;

Maio/2001 – V Mês Internacional de Fotografia – Estação de Metro Sumaré – São Paulo;

Outubro/1994 – Brasil Aventura, exposição fotográfica – Museu da Casa Brasileira – São Paulo;

Setembro/1992 – Mexico, su Tierra y Libertad – Casa da Cultura do México – São Paulo;

Fevereiro-Março/1992 – Chomolungma, a deusa mãe do mundo – MIS, Museu da Imagem e Som – São Paulo;

Abril-Julho/1991 – À Conquista do Sol – MIS, Museu da Imagem e Som – São Paulo.

Exposições fotográficas coletivas

Setembro/2009 – SP-Arte/Foto – Espaço Iguatemi/Galeria de Babel – São Paulo;

Maio/2009 – Olhares sobre os trilhos – Estação da Luz – São Paulo;

Maio/2009 – Parques – Centro Universitário Senac/Campus Santo Amaro – São Paulo;

Junho/2006 – ColetivoFotográfico – Caixa Cultural, Galeria Vitrine – Brasília;

Julho_Agosto/2006 – ColetivoFotográfico – Caixa Cultural, Grande Galeria – Rio de Janeiro;

Julho/2002 – Brasicanos e Mexileiros – Casa das Rosas – São Paulo;

Outubro/2001 – Cuidados pela Vida 4 – MuBE, Museu Brasileiro de Escultura – São Paulo;

Outubro/2000 – III Bienal Internacional de Fotografia Cidade de Curitiba – Solar do Barão (Museu da Fotografia) – Curitiba;

Outubro/2000 – Cuidados pela Vida 3 – MuBE, Museu Brasileiro de Escultura – São Paulo;

Outubro/1999 – Cuidados pela Vida 2 – MIS, Museu da Imagem e Som – São Paulo;

Outubro/1998 – Cuidados pela Vida – MIS, Museu da Imagem e Som – São Paulo;

Dezembro /1997 – Brasil Aventura ODISSÉIAS – Memorial da América Latina – São Paulo;

Maio/1997 – VERDE LENTE, Fotógrafos Brasileiros e a Natureza – III Mês Internacional de Fotografia – MAM, Museu de Arte Moderna – São Paulo;

Dezembro /1996 – Brasil Aventura ILHAS – MIS, Museu da Imagem e Som – São Paulo;

Novembro/1995 – Brasil Aventura II – MIS, Museu da Imagem e Som – São Paulo;

Maio/1995 – II Mês Internacional de Fotografia – Centro Cultural São Paulo – São Paulo.

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.